13/10/2017

[Resenha] Sorrisos Quebrados – Sofia Silva

Oiii Minhas pessoas mais lindas!

Vou confessar a vocês que comecei a ler Sorrisos Quebrados sem saber o que esperar. Na verdade, nem li muito sobre o livro antes de começar a leitura, só sabia que seria um romance com um pezinho lá no drama e mais nada. Sabia também que a autora é uma portuguesa fofa que veio na Bienal e não me perdoo até hoje por não ter conseguido ir encontrar ela.

Só que eu não esperava uma história tão doce e fluida como essa que encontrei aqui. Começa que a gente já se apaixona pelo capricho da edição da editora Valentina antes de abrir o livro. Amores, a capa é a coisa mais linda, toda em alto relevo e dentro vemos o carinho com que o livro foi pensado. Espero conseguir mostrar todo esse cuidado nas fotos.

Mas vamos deixar de rasgação de seda em relação a capa e falar dessa lindeza que é Sorrisos Quebrados!

Sigam-me as quebradas! #souQuebrada

Sorrisos Quebrados Sofia Silva

Descrição
Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.

Perceberam que a descrição do livro é pequena? Mas é melhor mesmo ser assim. Ah! Saibam que só li a descrição agora que estou escrevendo para vocês. Aliás, se vocês não lerem ela é até melhor, deixa a história ainda mais mágica. #fikaDika Continuar Lendo →

12/10/2017

[TAG] #diaDasCrianças – O Bebê Destruiu Meu Diário

Oiiii Amores do meu coração!

Crianças, feliz dia para vocês! 👶👧👦

Já que hoje é um dia tão lindo, resolvi mostrar para vocês um dos presentes de aniversário (que foi dia 2 de outubro) que ganhei e que tem tudo a ver com meu momento atual 🤰 e com o dia de hoje.

Ah! Vou mostrar também o primeiro livro que comprei para a minha futura leitora (as lindas que seguem o blog já sabem que a blogueira aqui está gravida de 32 semanas, não é?). Então, Isabela ainda está na barriga, mas nunca é tarde para se fazer uma criança gostar de ler…. #blogueiraExagerada

o bebê destruiu meu diário Shannon Cullen

Não é uma graça?

Ganhei essa lindeza de livro, O Bebê Destruiu Meu Diário de Shannon Cullen, de uma das minhas lindas amigas/colaboradoras (obrigada de coração, Kika, amamos o presente!) aqui do blog. Nem preciso dizer que amei demais da conta, não é? Fiquei encantada com as atividades, achei super realistas. Nada daquela “maternidade romantizada” a qual estamos acostumadas a ver. Continuar Lendo →

09/10/2017

[TAG] #recebidinhosDoMês de Setembro

Oiiii Amores do meu coração! ❤️

Tem séculos que estou prometendo mostrar para vocês os #recebidinhosDoMês, já que agora que somos parceiros de duas editoras lindas, mas acabo esquecendo… cabeça de grávida não funciona direito, é o edema. 🤰 E como muitas de vocês, pessoas lindas, sabem a blogueira aqui já esta de quase 8 meses de gestação. #BelaVemAí

Mas hoje vou mostrar todas as lindezas que chegaram por aqui em setembro (mesmo já sendo metade de outubro… 🙄). Antes tarde do que mais tarde, não é?

Sigam-me os curiosos!

#recebidinhosDoMês de setembro

E sabem que eles chegaram todos juntos em uma sexta-feira? Felicidade definiu a pessoa aqui. Tanto que saí rasgando as embalagens de tanta alegria. Nas fotos que postei nas redes sociais do blog dá pra ver as embalagens já todas “embeiçadas“.

Continuar Lendo →

06/10/2017

[Resenha] Como se Casar com um Marquês – Julia Quinn

Oiii Pessoas lindas do meu coração!

LADY DANBURY! AHHHHH! Estão me ouvindo gritar? Não? Ainda bem, porque não é lá um som muito agradável. #blogueiraPaiaça Desculpem minha exaltação, ela não combina com os modos educados e recatados das damas londrinas do inicio do século XIX. 😓

Mas quem liga? Pessoas, estou em êxtase atá agora porque essa personagem tão amada pelos fãs (eu amo muito, pelo menos), da linda Julia Quinn é parte gigante dessa história apaixonante que é Como se Casar com um Marquês.

Querem rever essa figuraça que é Lady Danbury? Então vamos juntos falar sobre essa lindeza, até porque temos também outros personagens lindos no livro.

Sigam-me os fãs da dama mais sem papas na língua de Londres, Lady Danbury!

Como se casar com um marquês Julia Quinn

Sempre me apaixono por essas capas lindas.

Descrição
Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa. Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa. Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.

É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente… Elizabeth Hotchkiss. Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.

Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

Amores, como já é tradição aqui no nosso cantinho, aqui eu conto que Como se Casar com um Marquês é o livro 2 da série Agentes da Coroa. Se você não conhece o livro 1, Como Agarrar uma Herdeira, clica AQUI pra ler a resenha. Nessa série dá pra ler o segundo livro antes do primeiro, pois mesmo as histórias até se entrelaçando, não é nada que impeça o entendimento. #fikaDika Continuar Lendo →

29/09/2017

[Resenha] Indomável – S. C. Stephens

Oiii Minhas pessoas mais lindas!

Mais um livro da linda série Rock Star chegou pra gente, ô felicidade né? E dessa vez vamos entender como é estar na cabeça do baixista de uma das bandas de rock (literárias) que eu mais amo na vida (e não, isso não é necessariamente bom, já que o cérebro não é o músculo mais desenvolvido do corpo do Griffin…)

Bom, mas antes de continuar, deixa eu perguntar quem aqui é fã do Griffin? Mas fã mesmo… Porque se você morrer de amores por ele, já peço perdão de antemão, já que a resenha vai estar cheia de palavras não muito “amáveis” a respeito dele. Só a respeito ele, não estamos falando da história do livro, ainda. 😉

Estou me desculpando porque odeio o Griffin. #sorry Quer dizer, “odeio” é uma palavra muito forte, eu não simpatizo com ele. 😝 Nos três primeiros livros da série Rock Star ele até teve os seus momentos, mas nesse caso sou #teamKiera e Griffin não é a minha pessoa preferida, nem de longe. E foi exatamente por isso que fiz questão de ler a história dele. Ficaram confusos? Vamos comigo que mais a frente eu explico.

Sigam-me as fãs enlouquecidas dos D-Bags! 🎸🎤🎼

Descrição
Ser o baixista da banda de rock mais famosa do mundo proporcionou muitas vantagens para Griffin Hancock: uma bela casa, um carro veloz e, o mais importante, sua incrível esposa Anna. A única coisa que a fama não lhe trouxe foi um refletor focado apenas nele. Anna o aconselha a ser paciente, e diz que seu talento vai acabar por lhe trazer isso. Só que Griffin está farto de esperar pela oportunidade de brilhar por completo.

De forma inesperada para todos, Griffin toma uma decisão chocante e resolve assumir o maior risco de sua vida. Subitamente ele se vê debaixo de novos refletores, luzes, câmeras e… caos — algo que acaba por levar ao limite o seu relacionamento com Anna. Sua compreensiva esposa sempre considerou sexy o comportamento imprevisível do marido, mas, de repente, sentimentos de dor começam a transparecer em seus olhos, e isso coloca a alma de Griffin em uma espiral de desespero e infelicidade.

Justamente quando o reconhecimento do seu talento está ao seu alcance, a pessoa que ele mais ama no mundo pode estar lhe escorrendo pelos dedos.

Então amores, pra quem pegou o bonde andando e quer sentar, o livro Indomável é escrito sob a perspectiva do Griffin, o baixista dos D-Bags. Lembram dele, né? Aquele que era o mais “autentico” da banda (pra não dizer desagradável… 🙄). Então, o próprio. Se você não leu os livros anteriores da série, acho que seria meio confuso começar por aqui, então, clica AQUI, tem resenha sobre Intenso Demais, livro 1 da série Rock Star. Continuar Lendo →