27/11/2015

[Resenha] Entre a Culpa e o Desejo – Sarah MacLean

Oiii Pessoas lindas!

Alguém falou romance de época? Hã? QUERO! Rsrsrs

Como a blogueira aqui não resiste a esse gênero literário (acho que é o segundo romance de época que resenho esse mês…), vamos falar sobre Entre a Culpa e o Desejo, segundo livro da série O Clube dos Canalhas.

Se você não leu o primeiro livro, Entre o Amor e a Vingança, clica 👉 AQUI 👈 para conhecer, pois essa resenha está cheia de spoilers do primeiro livro. Mas, por favor, não me odeiem! 😩 Não fiz de proposito, é que o livro em si já conta muito do que aconteceu no primeiro livro.

Mas se você já é fã, vem comigo, pois vamos mais uma vez visitar O Anjo. 😈

entre-a-culpa-e-o-desejo-leg

Coisa linda da vida essa capa! *-*

Sinopse:

Seu próximo experimento científico? Entregar-se a um canalha!

Lady Philippa Marbury não é como as jovens de sua época. A brilhante filha do marquês de Needham e Dolby se preocupa mais com seus livros e experimentos do que com vestidos e bailes. Para ela, um laboratório é muito mais atraente que uma proposta de casamento, e é por isso que, ao ser prometida a um noivo com quem não tem nada em comum, Pippa tem apenas duas semanas para empreender seu último experimento: descobrir todos os prazeres e todas as delícias da vida antes de passar o resto de seus dias ao lado de alguém que ela mal conhece.

Como boa cientista que é, Pippa investiga a vida do homem que parece ser a cobaia ideal para realizar suas experiências: Sr. Cross, o atraente sócio do cassino mais famoso e cobiçado de Londres, um libertino cuja má-fama foi cuidadosamente construída sobre o vício e a devassidão. Um canalha perfeito para explorar suas fantasias e satisfazer sua curiosidade sem manchar sua reputação de moça de família.

Mas o que Pippa não sabe é que, por baixo das aparências, Cross esconde segredos obscuros e que, ao receber a proposta da garota, ele está diante de uma oferta que pode destruir tudo aquilo que durante anos ele se esforçou para proteger.

Terrivelmente tentado a se envolver nessa aventura que promete o mais puro prazer sem qualquer outra emoção, tudo o que Cross deseja é dar a Pippa exatamente o que ela quer, mas ele sabe que ninguém sai ileso do caminho da satisfação e, assim, Cross terá de usar cada miligrama de sua força de vontade para não perder o controle e resistir à tentação de entregar à jovem muito mais do que ela ousa imaginar.

Sabe que quando terminei de ler Entre o Amor e a Vingança, eu já tinha me apaixonado pelo Cross?! Até porque quem leu a resenha do primeiro livro deve lembrar (claro que não lembra, nem eu lembrava…. #blogueiraCheiaDasGraças) que eu segui o 11° mandamento dos leitores que diz “Não Piriguetarás Literariamente” e não me apaixonei pelo Marques de Bourne… Então eu tinha que ter pelo menos alguém por quem me encantar né, amores? A pessoa aqui não é de ferro.

E esse alguém foi o Cross. 😍 Dentre os quatro donos de O Anjo, ele foi o que mais me intrigou, por ser inteligente e misterioso. Cross chegou a levar a esposa de Bourne em casa, no primeiro livro, e todos ficaram tranquilos com isso, pois ao que parece, ele não se envolvia com mulheres.

“Preciso me perder”, as palavras tão simples e decididas como da primeira vez em que ela as pronunciou, sem qualquer nervosismo.

E também no final do primeiro livro, já sabemos que uma das irmãs da Penélope, Pippa, (que está noiva de um cara considerado pouco inteligente para a própria) vai até o escritório de Cross, sim ela entra em O Anjo, dizendo que precisa “ser arruinada”.

Aí o segundo livro já tinha me seduzido por completo….

escola-bobesponja

Eu…. rsrsrs

A história começa com um capitulo dedicado a Cross (o titulo do mesmo é Cross…lindo!) e nele entendemos que Cross era o segundo filho do Conde Harlow. Ser o segundo filho tem seus benefícios, pois isso permitia que Cross se comportasse como um canalha, sempre em farras e na cama com lindas mulheres. Cross ama as mulheres, todas as mulheres. Estava perfeitamente contente com sua vida despreocupada até a morte de seu irmão mais velho. Com isso, caiu sobre ele toda a responsabilidade que vinha com os títulos.

Ela não era o tipo de mulher em que ele estava acostumado a prestar atenção, nem o tipo de mulher que esperava receber sua atenção. E, com certeza, ela não era o tipo de mulher que abalava sua autoconfiança.

Controle-se, homem.

A dor da perda do irmão e o fato de seu pai dizer que o morto deveria ter sido ele são demais, ele abandona a família. Hoje, sete anos depois, Cross é, como já sabemos, um dos donos de O Anjo, a maior e mais concorrida casa de jogos de Londres. Onde os sócios são escolhidos a dedo. O homem que antes amava (até demais) as mulheres, hoje se mantem longe delas.

É devido a sua fama de amante ardente e o fato dele ser sócio de seu cunhado, que Pippa decide procurar sua ajuda. Veja bem, Pippa está de casamento marcado com o Conde de Castleton, um homem que não possui nada em comum com ela e que nem a conhece direito. Estamos há quinze dias de seu casamento e Pippa precisa desesperadamente entender como é a vida de casada.

Pippa não tinha ideia do que estava fazendo. Da fera que estava provocando. O que ela tinha, contudo, era coragem – do tipo que causava problemas para mulheres boas e respeitáveis. E ele sabia muito bem que não devia participar disso.

Pippa não é como as outras mulheres, ela se considera uma cientista. Apaixonada por botânica e astronomia, prefere estar na companhia de um bom livro a estar em um baile. (hum… se identificou com ela, amiga? #tamuJuntu)

Por isso mesmo ela se considera estranha. Então, quando um lorde a pede em casamento, ela aceita. E enumera logicamente as razões pelas quais deve se casar com ele, mesmo sua irmã mais velha e seu cunhado (Bourne e Penélope) afirmando que está tudo bem se ela quiser romper o compromisso. Pippa diz que Castleton é um bom homem e ele “a pediu”. Como ele não é lá um homem muito inteligente, parece estar muito contente com o fato de sua futura esposa o ser. Ele disse a ela que ela poderá gerenciar suas propriedades, lhe dará uma estufa para suas experiencias em botânica e afins e lhe permitirá ter cães.

“Em catorze dias eu vou casar com um homem com quem tenho pouco em comum. Vou fazer isso porque é o que esperam de mim como uma lady da sociedade. Vou fazer isso porque é o que toda Londres espera que eu faça. E vou fazer isso porque não acredito que haverá, algum dia, uma oportunidade de eu me casar com alguem com que eu tenha mais em comum. E, o mais importante, vou fazer isso porque concordei em faze-lo, e não gosto de desonestidade.”

Amor? Pra que, né?

Então, como é uma cientista, Pippa recorre a Cross, pois precisa entender a dinâmica de “procriação” para agradar seu futuro marido. Ela o considera seguro, mas Cross está longe disso. Conforme a proximidade entre os dos dois cresce, Cross percebe que fica mais e mais difícil se manter longe dela. Ele a deseja ardentemente, mesmo sabendo que ela está proibida para ele.

Eu fiquei grudada na leitura, amores. Você vai se deixando enredar pela história de forma que a sede por respostas te consome. São muitas coisas que não sabemos sobre a vida de Cross e, também, Pippa acaba nos encantando com sua bondade e sua curiosidade.

Ele estava tão perto… suas palavras eram mais respiração do que som; a sensação delas na orelha, depois na face, provocando uma profusão de sensações por todo o corpo.

“Eu gostaria de aprender”, ela disse.

“Essa é sua primeira lição…”

Ela queria que ele lhe ensinasse tudo.

“Não provoque o leão.”

A combinação é perfeita, apesar de que em alguns pontos achei a narração arrastada. Demora muito para que as coisas aconteçam. E quando começam a acontecer, acontece tudo de uma vez só. Teve uma parte em que eu me desesperei! Desliguei o iPAd irritadíssima, tanto que meu marido percebeu e perguntou o que aconteceu. Rsrsrsrs Mas mesmo com os altos e baixos da narração, o livro é muito legal.

entre-a-culpa-e-o-desejo-en-leg

Li antes de sair lançado aqui no Brasil, em inglês.

Entre a Culpa e o Desejo é o segundo livro da série O Clube dos Canalhas, da autora Sarah MacLean. Essa série é composta por quatro livros e cada um conta a história de amor de um dos sócios de O Anjo Caído.

Entre a Culpa e o Desejo

O Clube dos Canalhas, livro 2

 Sarah MacLean

Editora Gutenberg (no Brasil)

 Classificação: ★★★☆☆ (3)

Amores, Entre a Culpa e o Desejo está a venda aqui ó:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura
Livraria da Folha Submarino

Agora é aquele momento de fazer uma boa ação né!? 😙 Fala pra mim o que você achou do livro, da resenha, do clima, do natal, enfim, deixa uma mensagem pra mim aqui nos comentários. 👇👇👇👇

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

4 Comentários

  1. Regiane says:

    Oi Jaque

    Apaixonada pelo Cross #pirigueteliteraria o melhor dos Canalhas. Esperando os próximos livros da série.
    Bjusssssssssssssssssss

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Regiane minha linda! 😘
      A gente tá muito #pirigueteLiteraria mesmo né não!? 😂😂😂😂 Mas é difícil de resistir ao Cross… Ah, Cross, seu lindo…
      Amo ver você por aqui! 😍😍😍😍😍
      Bjos 1000!

  2. elaine says:

    Amei sua resenha,li entre o amor e a vingança e estava precisando de um incentivo para começar o segundo e você me ajudou muito! Fiquei com vontade de ler agora,e eu gostei da Pippa desde o livro 1.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Elaine!
      Fico mais que feliz em saber que você gostou da resenha. Também gostei da Pippa desde o primeiro livro, mas meu crush foi mesmo o Cross! rsrsrs
      Volta aqui pra me contar o que você achou ao final da leitura!
      Obrigada pela mensagem.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário