04/06/2015

[Resenha] O Lado Feio do Amor – Ugly Love – Colleen Hoover

Oiii Pessoas lindas!

To aqui ainda sem fôlego! Mal acabei de ler e vim falar desse livro pra vocês, amores. Tipo, Ugly Love da Colleen Hoover (autora de Métrica e Pausa), é um livro maravilhoso que virou assunto na internet algumas semanas atrás porque está em andamento um projeto para produzir um filme baseado nele (…ufa!). Pelo que eu li no site da Colleen, o filme ainda está em pré-produção e está procurando patrocinadores.

Ugly Love - resenha

Sinopse: (*tradução livre)

Quando Tate Collins conhece o piloto Miles Archer, ela sabe que não é amor à primeira vista. Eles nem iriam tão longe para dizer que eram amigos. A única coisa que Tate e Miles têm em comum, é essa inegável atração. Uma vez que seus desejos são descobertos, eles percebem que eles têm um arranjo perfeito. Esse arranjo pode ser surpreendentemente simples, contanto que Tate se atenha às duas únicas regras de Miles.

Nunca pergunte sobre meu passado. Não espere um futuro.

Eles acreditam que podem lidar com isso, mas percebem, quase imediatamente, que isso não será possível.

Corações são infiltrados. Promessas são quebradas. Regras são despedaçadas. O amor se torna feio.

Deixa eu respirar mais um pouco e secar as lágrimas antes de começar a escrever… To assim com falta de ar. Que livro é esse, pessoas?

Já começa maravilhoso e incrível pela narrativa. A história é contada por ambos, Tate conta o presente e Miles conta a história dele há seis anos atrás. Então temos um capítulo da Tate e um flashback do Miles durante todo o livro. E é impossível não reparar nas semelhanças entre as histórias, passado e presente.

Tate muda-se para São Francisco para morar com o irmão, Corbin. Ele é piloto. Tate é enfermeira, mas vem de uma família de pilotos, pois seu avô e seu pai também eram pilotos. Ela acabou de chegar ao apartamento do irmão, mas não consegue entrar, pois tem um bêbado dormindo na porta dele. Ela liga para o irmão avisando que não consegue entrar, mas depois de acordar o sujeito ela entra, não antes dele segurar seu tornozelo. É cômico.

Eu já estive apaixonada por outros caras antes, inferno, eu inclusive já amei outros caras antes, mas o toque de nenhum deles foi capaz de me fazer responder da forma que o toque dele faz.

O irmão dela diz que vai ligar para o amigo que mora no apartamento ao lado para que ela não fique sozinha. Porém, após ligar para o amigo e pedir para que ele ajude a irmã, quem precisa de ajuda é justamente o amigo de Corbin. É ele, Miles, que está quase desacordado e na porta da casa dele. Ele pede para que Tate abra a porta e deixe que Miles entre e deite no sofá. Assim que a bebedeira passar ele vai acordar, perceber onde ele está e ir para casa. E sendo uma boa pessoa, como Tate é, faz exatamente isso. Mas assim que o bêbado cai no sofá ele começa a chorar. É um choro tão doído que Tate não suporta deixa-lo sozinho e se senta no chão ao lado dele afagando seu cabelo e dizendo palavras de consolo até ele apagar de novo.

"- Não me dê falsas esperanças para o futuro, "Especialmente se vc sabe que não teremos um." Tate Collins

“- Não me dê falsas esperanças para o futuro,”
“Especialmente se vc sabe que não teremos um.”
Tate Collins

No dia seguinte, assim que acorda, Tate vê Miles parado à porta de seu quarto com cara de poucos amigos. Ela acha que ele não se lembra de nada o que aconteceu a noite anterior, e depois que Corbin chega em casa, Miles se “apresenta” novamente para Tate, uma tentativa de começar com o pé direito.

Miles (acho que não preciso dizer… ) é lindo, possui um cabelo que não se decide se é castanho claro ou loiro escuro, é misterioso pois seus olhos não entregam nada do que sente e apesar de ter um sorriso lindo, nunca sorri. Ele também é piloto (dãaaa) e trabalha na mesma empresa de Corbin.

ScreenShot002

Nick Bateman, escolhido para viver o piloto Miles Archer na adaptação para o cinema. *-*

Vou fazer uma pausa aqui pra falar do meu sentimento quando descobri como seria a narrativa do livro. Assim que esse capítulo acaba (sim, esses são os acontecimentos MUITO resumidos do primeiro capítulo), somo levados seis anos atrás na narrativa do Miles. Um Miles de dezessete anos. Descobrimos como ele se apaixona por Rachel.

“…e então eu percebi… apenas… agora… que Deus nos dá a feiura para que nós não tomemos as coisas belas da vida como garantidas.”

O mais incrível nos capítulos do Miles é que assim que ele percebe que está apaixonado, os capítulos são contados com o texto centralizado na página e não mais justificado. Entende? É tão apaixonante! Fiquei sem palavras quando percebi que sempre que o capítulo era narrado pelo Miles apaixonado, o texto era centralizado na página. Perfeito! Isso porque, assim que ele percebe que está apaixonado, diz que o nome da menina é como poesia. #meEmocionou

Rachel.

Rachel, Rachel, Rachel.

Ela é como uma poesia.

Como prosa e cartas de amor e letras de música, caindo

pelo

centro

da página.

Bom, sabemos que alguma coisa muito ruim aconteceu com Miles, pois ele é um homem visivelmente triste. É nítido que ele vive em agonia e nós, leitores, sentimos que tem a ver com o que aconteceu seis anos atrás.

O Lado Feio do Amor - Pt

Não resisti e comprei em português também. Mas só porque fui na Bienal do livro. rsrsr

Assim que chega o dia de ação de graças, Miles vai com Tate e o irmão para a casa dos pais deles. E nesse feriado Miles percebe que tem um interesse muito grande em Tate, mas ele diz que ela não pode ter esperança de que algum dia eles tenham algum futuro. Por isso, o que ele propõem a ela é só sexo. Só que a gente descobre que Tate já se apaixonou por ele tem tempo. E quem pode culpa-la? Eu já tinha me apaixonado pelo Miles também. rsrsrs

“O amor não é sempre bonito, Tate. As vezes você passa a vida toda esperando que eventualmente ele se torne algo diferente. Algo melhor. Então, antes que você perceba, você está de volta a estaca zero, e perdeu seu coração em algum lugar ao longo do caminho.”

Durante a leitura eu acabei tendo as mesmas reações que a Tate. O relacionamento deles é complicado porque eles se escondem do irmão superprotetor dela e o Miles é um homem muito complicado. Ela durante o livro se pega pensando “como eu fiz isso?” ou “agora entendo porque minhas amigas se sujeitavam a coisas em seus relacionamentos que eu achei que nunca faria”. E eu realmente pensei exatamente isso, junto com ela. A gente tende a se achar muito mais durona do que realmente somos quando estamos apaixonadas. Mulheres….

Desculpa, parece que dei muitos spoilers, mas não dei não. Pode ficar tranquila, amiga. 😉

Como os outros romances da Coolleen Hoover, esse também me deixou em prantos. Mais do que apaixonei por essa história lindíssima. To contando os segundos para que o filme seja lançado. Ai ai ai…. Como ainda não está em produção ainda, acho que vou sofrer mais um bom tempo.

Como falei lá em cima, olha o teaser aqui:

Nesse site aqui: https://www.indiegogo.com/projects/ugly-love-the-movie você pode contribuir para que o filme realmente seja realizado. Espero que uma das grandes produtoras de Hollywood se interesse logo pelo projeto. Seria um filme lindo da vida.

O Lado Feio do Amor – Ugly Love

Colleen Hover

Editora Galera (no Brasil)

Classificação: ★★★★★ (5)

Interessou? Tem a venda, em português, aqui:

Livraria da Folha Livraria da Travessa  Livraria Cultura

 

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

14 Comentários

  1. JulianaDebarbara says:

    Ugly Love será lançado no Brasil em setembro! Todas choram!
    Colleen Hoover destruidora, até hoje não li um livro dela que me decepcionasse. Maybe Someday já virou meu livro favorito de todos os tempos. Com uma sensibilidade incrivel, toca sempre lá no fundo do meu coração.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Juliana!

      Pois é, quando eu postei a resenha a data prevista de publicação ainda não tinha sido divulgada. Acabei sabendo um pouco depois.
      Obrigada por me falar mesmo assim! (vou até atualizar o post ;-D)
      Super concordo com você em relação aos livros da Colleen, são MUITO perfeitos! Ainda não li Maybe Someday, mas já que você falou que é tão bom,
      vou comprar o e-book. Fiquei curiosa.
      Obrigada pela visita.
      Bjos 1000!

  2. Layná Cardoso says:

    O primeiro livro que li da Colleen foi “Em busca de Cinderela”, um conto da série Hopeless. Simplesmente me encantei, amei e dei MUITAS gargalhadas com Daniel! Então não pude resistir e li toda a série e tantos outros livros dela. Ugly Love é lindo demais e não vejo a hora de ir às telinhas…
    Maybe Someday também é liiindo, muito mesmo, super recomendo! Quando ler e fazer resenhas deles, estarei aqui comentando e comemorando haha. Bjs 😉

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiiii Layná!
      Também estou aqui ansiosa para ver Ugly Love no cinema. Estarei lindamente na estréia!💗
      Obrigada pela dicas, eu comprei os dois em inglês, Em busca da Cinderela e Maybe Someday, mas ainda não tinha colocado eles na fila de leitura….
      Mas já que você me recomendou tão carinhosamente, vou ler Maybe Someday e espero mesmo você aqui pra comentar quando eu publicar a resenha. (Pode olhar aqui lá na parte de “O que estamos lendo” que eu já adicionei Maybe Someday).
      Amei falar com você.
      Bjos 1000!

  3. aline costa de carvalho pereira says:

    Mais um livro pra minha lista – Lista essa que não tem fim kkkkk!!

    E esse também é um dos que me interessei depois de ler sua resenha…

    Depois passo pra contar o que achei do livro.

    Beijos Jaque!!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Aline!
      #TamoJunto nessa lista sem fim. Aliás, tomara que no céu tenha uma livraria, porque nunca que vou ler todos os livros que eu quero antes de morrer. srsrsr
      Esse livro aqui é um daqueles que não sai da gente depois da leitura… Então volta pra me contar sim! Obaaaa!
      Bjos 1000!

      • aline costa de carvalho pereira says:

        Oi Jaque, td bem?
        Passei esse livro na frente de alguns (leia-se muitos) pq realmente fiquei curiosa em relação ao livro depois que li sua resenha.
        Vou te falar que Colleen Hoover é sem duvida uma das melhores escritoras da atualidade, tanto por abordar temas diferentes, quanto por brincar com meus sentimentos sem pedir permissão rsrsrs. Os livros dela são daqueles que me deixam semanas,- e em alguns casos- acho que a vida toda pensando neles.

        Tate não é uma mocinha boba e cheia de mimimi, ela é uma personagem forte, que se vê apaixonada e motivada a lutar por isso, porque embora Miles afirme que não é isso que ele quer, é o que ele acaba demonstrando. #maisumamorliterariopralista

        E esperando ansiosamente o filme.

        Beijos Jaque!!

        • Jaque
          Jaque says:

          PARA, Aline!!!!
          Nossa, muito perfeito seu comentário. Aliás, fiquei toda felizinha por você ter passado esse livro aqui na frente por causa da minha resenha… 😍 E depois, essa história é uma das minhas queridinhas MESMO! Ah, amei muitão essa sua frase sobre “brincar com meus sentimentos sem pedir permissão” Simplesmente PERFEITO! A CoHo é dessas mesmo.
          Obrigada por voltar e contar o que você achou. Amei!
          Poxa… Nunca mais tive noticias sobre a adaptação de Ugly Love. #chorandoLágrimasDeRivotril
          Bjos 1000!

  4. Elza says:

    Amo tanto esse livro… quase tanto quanto Talvez Um Dia….. É lindo… Essa autora destrói e reconstroi a gente….. Adoro suas resenhas…. <3

    • Jaque
      Jaque says:

      Aiiii, Elza, eu também! Na mesma proporção que você! Quer ser minha amiga? Esses livros são uma sofrência tão boa, né?
      Obrigada pelo carinho, minha flor, amei saber que você gosta aqui do nosso cantinho.
      Bjos 1000!

  5. Sandra Caetano Brito says:

    Estou aqui convalesceno de uma cirurgia , procurando algo pra ler e encontrei voce. Li tudo o que voce escreveu sobre o livro, do começo ao fim. Ja havialido esse livro, e vários outro da Collin Hoover. Amooo. Mas me surpreendeu a SUA narrativa. Parabéns. 😉

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Sandra!
      Você me emocionou em poucas linhas, primeiro porque leu tudo que escrevi (com muito amor!), depois pelo que você falou sobre minha escrita em relação a esse livro tão especial. Muito obrigada por suas palavras tão doces, elas trouxeram um sorriso ao meu rosto.
      Obrigada!
      Bjos 1000!

      Ps.: espero do fundo do coração que você esteja se recuperando muito bem dessa cirurgia. Desejo tudo de melhor pra você.

Deixe um Comentário